Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

PSP iniciou esta-sexta-feira a operação Verão Seguro 2018

A Polícia de Segurança Pública (PSP) iniciou esta sexta-feira, dia 15 de Junho, a operação "Verão Seguro 2018" através de um reforço da presença policial essencialmente nos centros urbanos, nas plataformas de transportes públicos e zonas junto às praias.

Em comunicado, a PSP adianta que durante a operação, que vai decorrer até 15 de Setembro, também vai concentrar as suas acções na sensibilização e fiscalização rodoviária com o objectivo de diminuir os índices de sinistralidade.

Sem especificar quantos policias vão estar envolvidos na operação, a PSP refere que vai existir "uma presença efectiva nos grandes interfaces de transportes públicos e junto dos aglomerados populacionais com o objectivo de se manter baixos índices de criminalidade".

Segundo aquela força de segurança, as zonas aeroportuárias internacionais serão também alvo de atenção, bem como a segurança nas praias.

Durante o verão, a PSP tem ainda os programas "Chave Directa", de vigilância a residências de quem se ausenta para férias, "Estou Aqui", pulseiras que permitem uma localização célere, direccionada e objectiva às crianças perdidas, e "Portugal - Safer Place", direccionado aos turistas.

CALOR: Direcção-Geral da Saúde alerta para a subida da temperatura

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) recomendou esta sexta-feira-feira, dia 15 de Julho, à população que tome medidas de protecção contra o calor, face à previsão de temperaturas muito elevadas.

Numa informação colocada no "site", a DGS recorda que a exposição ao calor intenso pode ter efeitos negativos na saúde, como a desidratação e outras complicações que podem ser evitadas e que "a reacção de cada pessoa à temperatura e os seus efeitos na saúde podem ser diferentes".

Para proteger a saúde, a DGS recomenda que, durante os dias mais quentes, a população se mantenha hidratada, se proteja do calor, mantenha a casa fresca e fique em contacto e atento aos outros.

Recomenda ainda especial atenção, entre outros grupos, aos doentes crónicos, crianças, idosos e pessoas com mobilidade reduzida e aconselha a população a evitar zonas de poluição elevada, lembrando que "as temperaturas elevadas e a poluição do ar estão muitas vezes associadas".

"Sempre que trabalhar ou tiver alguma actividade no exterior faça-o acompanhado porque em situações de calor extremo poderá ficar confuso ou perder a consciência", alerta ainda a DGS.

Para manter a hidratação, a DGS recomenda que se beba água mesmo quando não se tem sede, que se evite bebidas alcoólicas e bebidas com muito açúcar e que se faça refeições frias e leves, comendo mais vezes ao dia e evitando refeições muito quentes e muito condimentadas.

Aconselha ainda a que se evite a exposição directa ao sol, especialmente entre as 11.00 e as 17.00 horas, e as actividades físicas no exterior, principalmente nos horários mais quentes.

No exterior, recomenda à população que procure locais à sombra e frescos, use roupas leves, claras e soltas, chapéu e óculos com protecção contra a radiação UVA e UVB.

Aconselha ainda o uso de protector solar com índice de protecção igual ou maior do que 30 sempre que se estiver ao ar livre, renovando a aplicação a cada duas horas.

Para evitar que as casas aqueçam demasiado, a DGS recomenda que, nos horários de maior calor, se corram as persianas ou portadas e, ao entardecer, quando a temperatura exterior for mais baixa do que a interior, se deixe que o ar circular pela casa.

CAMPO MAIOR: Jovem ferido com gravidade em acidente de trabalho

Um jovem de 24 anos de idade, ficou ferido na manhã desta sexta-feira, dia 15 de Junho, com gravidade, na sequência de um acidente de trabalho numa herdade no concelho de Campo Maior.

De acordo com fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR), o jovem estava a trabalhar para uma empresa de construção, na Herdade dos Adães, quando "uma chapa de um telhado lhe caiu em cima", devido ao vento.

A vítima foi transportada num helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para o hospital de Évora, segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre.

O alerta foi dado às 12.26 horas, de acordo com o CDOS, e para o local foram mobilizados operacionais e veículos dos Bombeiros Voluntários de Campo Maior, uma viatura de Suporte Imediato de Vida (SIV), de Elvas, e um helicóptero do INEM, além da GNR.

No local, estiveram ainda elementos da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), para averiguar as circunstâncias em que ocorreu o acidente.
Faixa publicitária

AUTENTICAÇÃO


ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´